sábado, outubro 3

Penso nos meus irmãos.

suas meias listradas não me dizem quem você é.

alguém quer amora?

6 comentários:

renatinha disse...

Sabe da minha paixão por amoras, né?! Foi um convite?

vanessacamposrocha disse...

claro!! pode vir, ou sou eu quem vou?

Hneto disse...

A casa, as pessoas, os lugares... e a poesia se acalenta.

vanessacamposrocha disse...

resposta Hneto:
tudo pode ser poesia!

doca disse...

só não esqueça de tirar o lixo,
principalmente na casa do irmão...

Perivaldo Graça disse...

hum, tinha um pé de amora bem no fundo de um terreno baldio do cond. que eu morava qnd era criança. sempre ia lá com meu irmão pegar. Tb não deixávamos pra trás as pitangas que encontrávamos pelo caminho. que beleza!