segunda-feira, abril 20

a manhã já tarde, entrou pelas beiradas do quarto
e foi se encostando nas pontas dos pés de Ana,
para que ela se lembrasse que estava viva.

ou então assim:

(o sol na ponta do dedo de ana
a ana na ponta dos pés da vida)

7 comentários:

Paulo Henrique Motta disse...

obrigado pela visitinha!!
vou voar por aqui daqui pra frente.
bjs

Nassar disse...

lindinhos versos.
obrigada pela visita, querida! =D

vanessacamposrocha disse...

Obrigada Paulo!VoCê vem aqui e eu vou aí!
beijo

vanessacamposrocha disse...

Obrigada Nassar!!
beijos

Alice Sant´Anna disse...

gostei muito das beiradas, vanessa!

beijo!

vanessacamposrocha disse...

as quinas da vida, Alice!
um beijo

doca disse...

paulo manda um beijo para ana e pede para ela não se preocupar, ele já comprou o ingresso.